Data: 10/09/2021 Tags: Mundo | Novo vírus | Nipah | Ásia | Índia | Epidemia

Vírus mortal faz Índia isolar casa da primeira vítima em um raio de 3km

Imagem da internet (divulgação)

Na Índia, o governo estadual de Kerala está lutando para combater um surto do vírus Nipah, extremamente mortal, depois que ele matou um menino de 12 anos no último domingo. O vírus Nipah é considerado um dos mais mortíferos que já infectou humanos.

A última vez que houve um surto de Nipah na Índia resultou na morte de 17 do 18 pacientes infectados. A doença é menos contagiosa do que a Covid-19, porém, em um período de incubação de 45 dias, sem cura ou vacina, uma chance de aproximadamente 20% de sintomas neurológicos entre os sobreviventes e uma taxa de mortalidade de aproximadamente 75%.

Na segunda-feira (06/09), as autoridades identificaram em quarentena e testaram 188 pessoas que entraram em contato com o menino. Além disso, eles também isolaram toda a área a cerca de três quilômetros, em uma tentativa de conter fisicamente o surto, caso as medidas de rastreamento de contato falhem.

Até agora, dois profissionais de saúde que trataram do jovem estão apresentando sintomas de infecção por Nipah. Ambos os profissionais de saúde foram hospitalizados e atualmente aguardam os resultados de seus exames de sangue.

Já em setembro passado, o conselheiro médico chefe da Casa Branca, Anthony Fauci, alertou que a humanidade entrou em uma era "pandêmica", na qual os surtos de vírus, incluindo o Nipah, se tornarão cada vez mais comuns.

A rede de TV norte-americana CBS, noticiou que o garoto buscou atendimento médico após ter febre alta durante uma semana, evoluindo para um grave inchaço cerebral.

O vírus


O Nipah se manifesta no organismo humano com tosse, dor de garganta, dores no corpo, fadiga e encefalite. O vírus também faz como que a pessoa infectada tenha um inchaço do cérebro que pode causar convulsões e até a morte.

A Ásia já registrou surtos relacionados ao vírus Nipah, que está entre os dez primeiros vírus mais perigosos conhecidos no continente. A doença é transmitida por morcegos frugívoros, porcos e pelo contato entre humanos e, no caso do primeiro surto, as contaminações foram após as pessoas terem contato direto com porcos doentes.
Imagem da internet (divulgação)

Pix terá medidas de segurança para coibir sequestros e roubos

O aumento de casos de sequestros relâmpago e de roubos relacionados ao Pix fez o Banco Central (BC) introduzir medidas de segurança no sistema instantâneo de pagamentos. As alterações divulgadas em 27/08 também afetam outras modalidades de pagamento eletrônico, como a Transferência Eletrônica Disponível (TED), cartões de débito e transferências entre contas de um mesmo banco.

Imagem da internet (divulgação)

Campanha "Vacina Sim" avança e foca em imunização total

A partir de 13/09, a campanha "Vacina Sim" entra em nova fase. O consórcio de veículos de imprensa, artistas, apresentadores e anônimos se unem para levar uma mensagem sobre a importância da imunização completa contra a covid, com duas doses e para toda a população.