Data: 28/06/2021 Tags: Principal | Polícia | Goiás | DF | Lázaro

A fuga e morte de Lázaro Barbosa

Imagem da internet (divulgação)

Lázaro Barbosa de Souza tinha uma condenação por homicídio, na Bahia, e é também era procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi preso em 2009, mas conseguiu fugir do Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em 2016. À época, não retornou da saída temporária de Páscoa. Em 2018, ele foi detido novamente, desta vez em Águas Lindas de Goiás, mas escapou da prisão poucos meses depois.

O homem que a polícia perseguia era acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia, no último dia 9. Os mortos eram Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos Gustavo Marques Vidal, de 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15. O foragido também era apontado como responsável pelo sequestro da mulher de Cláudio, Cleonice Marques de Andrade, de 43 anos. O corpo dela foi encontrado no dia 12 de junho à beira de um córrego.

Lázaro também era investigado como suspeito da morte de um caseiro de uma fazenda no distrito de Girassol, em Cocalzinho de Goiás, no último dia 5. Durante a fuga dos últimos dias, Lázaro invadiu chácaras, furtou um carro e o abandonou na BR-070, fez uma família refém e trocou tiros com a polícia.

Lázaro carregava armas, comida, remédio e dinheiro


Ao ser confrontado e morto pela polícia alguns objetos foram apreendidos, Lázaro carregava armas (1 revólver calibre 38 e uma faca), comida, remédio, dinheiro vivo (R$ 4,4 mil em espécie), roupas camufladas e luvas.