Data: 22/09/2021 Tags: Brasil | Política | Polarização | Datafolha | Fake news

Vídeo de 2018 com pesquisadora do Datafolha em frente a presídio é verdadeiro

Imagem da internet (divulgação)

Com a polarização política em alta nos dias atuais, um vídeo de 2018 está sendo viralizado nas redes sociais como se fosse matéria nova.

Checamos


O vídeo em questão é verdadeiro e foi feito em frente ao presídio Corumbaíba, interior de Goiás e acompanha um texto feito por um policial militar da cidade de Corumbaíba, que tem 9 mil habitantes. "Agora tá explicado porque o PT tem crescido nas pesquisas. E a funcionária do Datafolha não quer ser filmada. Canalhice do Datafolha. Instituto comprado. Esquerdista e vagabundo", diz parte da mensagem.

Em 2018, o Datafolha confirmou que a pesquisadora é realmente do instituto e justificou, "Fazendo uma rápida pesquisa pelo presídio de Corumbaíba em um aplicativo de mapas é possível ver que se trata de um local próximo a supermercados, igrejas, agências bancárias e um hospital, região ideal para realizar entrevistas".

Na filmagem um dos guardas diz "que fazendo pesquisa na cadeia a senhora vai ter 100% de votos favorável a tal partido".

Veja o vídeo


Vídeo da internet (divulgação)

O Datafolha reitera que a pesquisadora estava fazendo seu trabalho corretamente e não descumpriu nenhum procedimento. "Estaria errada se abordasse, por exemplo, o guarda que estava na porta da prisão", diz.

O procedimento de encerrar a entrevista assim que começou a ser filmada também foi correto. Segundo o Datafolha, os pesquisadores são orientados a não permitir filmagens.
Imagem da internet (divulgação)

Pix terá medidas de segurança para coibir sequestros e roubos

O aumento de casos de sequestros relâmpago e de roubos relacionados ao Pix fez o Banco Central (BC) introduzir medidas de segurança no sistema instantâneo de pagamentos. As alterações divulgadas em 27/08 também afetam outras modalidades de pagamento eletrônico, como a Transferência Eletrônica Disponível (TED), cartões de débito e transferências entre contas de um mesmo banco.

Imagem da internet (divulgação)

Emissoras e classe artística erram ao promover o abuso de álcool

Em reality shows como "A Fazenda" e "Big Brother Brasil", um dos momentos mais aguardados pelos competidores e que mais rendem à edição é a festa regada a bebidas alcoólicas. Em "lives" de sertanejos, o álcool também ocasiona grandes catástrofes à imagem do artista e de seu patrocinador. Há sempre quem exagera na dose.

Imagem da internet (divulgação)

CNBB pede punição a deputado do PSL que ofendeu o papa e bispo de Aparecida

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) encaminhou uma carta ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o deputado estadual Carlão Pignatari, exigindo punição ao deputado estadual Frederico D'Avila (PSL) por ter atacado a instituição e outras figuras religiosas.